Moradia

7 dicas exclusivas para não cair no golpe do aluguel em Portugal

Tudo bem, pessoal?

Todo mundo que sai do Brasil e vai morar em Portugal precisa de um imóvel, seja para compra ou para aluguel. E a grande maioria busca a casa dos sonhos na internet. É natural, mas aí é que mora o perigo! Preparamos 7 dicas exclusivas para não cair no golpe do aluguel em Portugal.

Como em qualquer lugar do mundo, golpes de estelionatários existem em todas as áreas. E em Portugal também. Uma delas é o “golpe do aluguel”.

Normalmente funciona assim: a pessoa acha uma casa ou apartamento bem “interessante” na internet, com boa localização, reformado, mobiliado e… com um “preço excelente”. A vítima entra em contato e, para garantir o negócio, precisa pagar antecipadamente três meses de aluguel. O depósito é feito em alguma conta corrente localizada em outro país, seja na Europa ou em qualquer outro lugar do mundo.

Simule com total segurança o aluguel de uma casa ou apartamento em Portugal

A desculpa dos larápios é sempre a mesma: “O proprietário é um senhor de idade bem avançada e que mora em Londres, em Roma ou na Alemanha”…

O advogado Célio Sauer, da Sauer Advogados Associados, enviou com exclusividade para o blog Portugal Online, 7 dicas para evitar cair no “golpe do aluguel”. Natural de Balneário Camboriú, hoje ele vive em Portugal e é especializado em cidadania e imigração, entre outros.

7 dicas exclusivas para não cair no golpe do aluguel em Portugal

 

1 . Faça negócios por meios seguros, como imobiliárias
Para não cair no famoso “golpe do aluguel”, opte sempre por realizar as transações por meios seguros, através de imobiliárias, e somente após conhecer pessoalmente as pessoas com quem está negociando.

2. Negocie pelo site ou portal e evite e-mails pessoais
Caso opte por realizar a transação através de um portal ou site, preste atenção nas políticas de uso do site ou portal que for utilizar. Sites como AirBnB ou Uniplaces tem políticas de transações seguras e garantidas, e nestes casos, a chance de ser lesado é menor. Para isto certifique-se que as transações ocorram todas dentro do site e nunca por e-mails privados, ou com pagamentos feitos diretamente a conta do suposto proprietário. Caso contrário, a política de responsabilização do site não cobre os prejuízos em casos de fraudes ou problemas oriundos das transações.

Veja 7 dicas exclusivas para não cair no golpe do aluguel em Portugal. As dicas são do advogado Célio Sauer. Foto: Divulgação

3. Só faça depósito se a conta for em algum banco do país do imóvel
Antes de fazer o depósito, observe se a conta bancária é localizada no país onde se encontra o imóvel, e sempre desconfie de contas localizadas em outros países. Na dúvida, faça as transferências através do canal do MultiBanco, vez que o sistema possibilita identificar o destinatário da transferência na tela, e cancelar caso não seja a conta da suposta pessoa com quem se está a tratar.

4. Não faça o pagamento sem antes visitar o imóvel
Nunca realize transferências de valores antes de ir visitar o imóvel. Em muitos casos de fraude eles usam do desconhecimento do imigrante para tirar proveito. Se alguém falar que você deve pagar um valor em adiantamento para poder ver ou conhecer o imóvel, desconfie!

5. Desconfie do imóvel “lindo” por preço baixo
Imóveis com preços muito fora da realidade do mercado. Caso encontre aquele imóvel lindo, por um preço realmente muito baixo, certamente é um caso de golpe. Imóveis deste tipo raramente ficam à disposição por muito tempo e os proprietários sempre sabem o que tem em mãos. Logo, se for muito bom, certamente estará mais próximo do valor de mercado.

6. Compare as fotos do imóvel no Google Imagens
Dica: Os golpistas usam imagens de imóveis que já se encontram publicadas na internet. Copie as fotos do imóvel para o seu computador ou celular, depois pesquise no Google Imagens, ele certamente apontará se aquela foto existe em mais algum lugar na internet. Se não sabe como fazer, é só clicar naquela câmera fotográfica que existe na caixa de busca do google imagens. Saiba como usar o Google Imagens.

7. Desconfie quando o locatário “é um senhor de idade e mora em outro país”
Desconfie sempre de histórias onde o “proprietário não se encontra no país”. Geralmente o roteiro é muito semelhante: “Ele é uma pessoa de idade, com condições e um emprego muito bom na… França, Alemanha, Itália, Inglaterra… e comprou esse imóvel para si, ou para o filho, mas não pôde usar. Fez tudo, reforma, deixou lindo, e agora quer alugar por um preço realmente baixo”.

Simule com total segurança o aluguel de uma casa ou apartamento em Portugal

Saiba mais sobre o advogado Célio Sauer

3 comentários

Comente!