Família Ribeiro

Morar em Portugal: que loucura essa tal de mudança!

Portugal, cadê você?

Estamos de volta, amigos! Ficamos algum tempo sem escrever aqui no nosso blog por pura falta de tempo e pela grande loucura que é essa tal de mudança para o exterior.

Organizar a saída de um país com toda a família, cachorro etc é um belo exercício para testar todos os limites da paciência.

E muita coisa aconteceu nesses últimos meses: nossa empresa aqui no Brasil, novos clientes, novas ideias e a cobertura de grandes eventos, como o gigantesco Rally Dakar. Eu, Ricardo, fiquei fora o mês de janeiro inteiro fazendo a cobertura da maior prova off-road do planeta pelas dunas, montanhas e desertos da Argentina, Peru e Bolívia.

Portugal é um dos destinos preferidos de brasileiros que buscam mais qualidade de vida e segurança. Foto: Pixabay/Portugal Online

Mudança para Portugal

Já de volta ao Brasil, fechamos novos contratos na nossa empresa de comunicação, a Vipcomm Assessoria de Imprensa e Conteúdo.

E a partir daí estamos em uma velocidade alucinante rumo ao aeroporto de Cumbica, em São Paulo, agora no final do mês de maio.

Depois embarcamos na burocracia da mudança. Afinal, estamos fazendo tudo conforme manda o figurino: pedimos o visto no Consulado de Portugal, tiramos toda a documentação necessária, tanto minha quanto da família toda (sem contar os dois cachorros), e por aí vai.

E bota trabalho nisso! Ainda bem que pudemos contar com os serviços de assessoria e consultoria de vários advogados e empresas especializadas nessa questão.

Isso ajuda bastante quando precisamos tirar alguma dúvida sobre qualquer documento ou processos burocráticos.

Depois, nas próximas postagens, vamos compartilhar com vocês os contatos desses profissionais que nos ajudaram no nosso desafio.

Por isso, caro leitor, ficamos um tempo sem atualizar o nosso blog. Mas agora, com a viagem marcada, vamos postar notícias com mais frequência.

E por falar em notícias, uma que chamou bastante a atenção essa semana foi uma reportagem da revista Exame sobre os brasileiros que vivem em Portugal. O texto fala em 80.000 legalizados, mas o número é bem maior.

Cheguei até a gravar um vídeo sobre isso. Assista aí abaixo!

 

Comente!