Olá amigos, tudo bem?
Confessamos que a decisão de transformar outro país em sua futura casa não é tarefa fácil. Quando se trata de um casal então…
Sorte a minha e a do Ricardo que temos uma afinidade imensa. Já são quase 20 anos juntos e 15 trabalhando lado a lado, como sócios.
Não acordamos de um dia para outro e mudamos de rumo. Passamos décadas sonhando acordado. E talvez estas décadas foram mesmo necessárias.
Talvez eu e o Ricardo precisávamos mesmo deste processo de amadurecimento, vivenciar a vida aqui, o trabalho, a filha, a família, os dogs, a casa, os amigos.
Não que tenha chegado a hora de abandonar tudo… Pelo contrário. Estamos levando uma bagagem enorme, e dentro dela uma coragem que só o tempo conseguiu nos dar.
E por mais que pesquisamos, um milhão de dúvidas rondam nossas cabeças.
Será que vamos nos adaptar?
O que vamos levar?
O que vamos deixar?
E a casa? Amamos nossa casa (os porta-retratos nós vamos levar!)
E a família? Os amigos?
Um coisa é fato: não dá para ficar olhando para trás.
Encaramos a vida como um ciclo: encerramos um e estamos começando outro. Nossas raízes continuam aqui no Brasil, mas nosso plano de voo mudou.
Portugal, aí vamos nós!