Tudo bem? Hoje você vai conhecer todos os tipos de vistos para morar em Portugal, sejam de estudante, de trabalho, de renda etc. Fala-se muito no D2 (para empreendedores) e no D7 (para quem tem renda, como aposentados), mas não é só isso. Portugal tem 14 tipos de vistos, além do Golden Visa, que é para quem faz investimentos imobiliários no país.
Reproduzimos abaixo uma lista dos tipos de vistos, segundo o escritório Martins & Oliveira Advogados Associados, especializado no assunto e na obtenção de cidadania portuguesa. Também publicamos dois vídeos com entrevistas exclusivas com o advogado Flávio Peron (sobre vistos) e com Ema de Oliveira (sobre cidadania portuguesa.

Conheça todos os tipos de vistos para morar em Portugal

Independentemente do visto que você vá solicitar, será exigido:

  • Comprovação de alojamento (onde vou ficar durante essa estadia)
  • Seguro médico internacional (em alguns casos o seguro de saúde privado pode ser substituído pelo PB4)
  • Passaporte
  • Renda (comprovar renda referente ao período de permanência em Portugal)

O Martins & Oliveira lembra que cada procedimento de visto é diferente e por isso o Consulado pode solicitar mais informações e documentos além desses listados acima. Os advogados Flavio Peron e Ema Oliveira alertam também para que o interessado no visto não compre passagens sem ter o visto autorizado e a documentação em mãos.

Simule os preços de aluguéis e compra de imóveis em Portugal
Pesquisa mostra as melhores cidades para viver em Portugal. Baixe grátis!

Vistos de longa duração para Portugal (mais de um ano)

D1 – Visto de Residência para Exercício de Atividade profissional Subordinada (visto para trabalho);
D2 – Visto de Residência para Exercício de Atividade profissional Independente e para Imigrantes Empreendedores;
D3 – Visto de Residência para Atividade de Investigação ou Altamente Qualificada;
D4 – Visto de Residência para Estudo, Intercâmbio de Estudantes, Estágio Profissional ou Voluntariado;
D5 – Visto de Residência no Âmbito da Mobilidade dos Estudantes do Ensino Superior;
D6 – Visto de Residência para Efeitos de Reagrupamento Familiar;
D7 – Visto de Residência para Aposentados e Pessoas com Rendimentos.

Vistos de curta duração para Portugal (para um ano ou menos)

E1 – Visto de Estada Temporária para Tratamento Médico;
E2 – Visto de Estada Temporária para Transferência de Cidadãos nacionais /OMC (prestação de serviços ou formação profissional);
E3 – Visto de Estada Temporária para exercício de Atividade profissional subordinada ou independente temporária;
E4 – Visto de Estada temporária para exercício de Atividade de Investigação ou Altamente Qualificada;
E5 – Visto de Estada Temporária para o exercício de Atividade Desportiva Amadora;
E6 – Visto de Estada temporária para cumprimento de compromissos internacionais e estudo;
E7 – Visto de estada Temporária para Acompanhamento de Familiar em tratamento.

Há também o Golden Visa, que é a autorização de residência temporária para investidores em Portugal.

Para saber mais sobre todos os tipos de vistos para Portugal, fale direto com o escritório Martins & Oliveira Sociedade de Advogados. Clique aqui!


Booking.com